Mulher na Pesca nos Açores

Os antecedentes

Quando em 2003 o projecto EQUAL “Mudança de Maré” desafiou a UMAR a desenvolver em Rabo de Peixe e S. Mateus um curso sócio-profissional com duração de 8 meses, com onze matérias temáticas e dois meses de estágio laboral, a UMAR avançou acreditando numa força que se chama mulheres das comunidades piscatórias.

À nossa volta todos e todas achavam a ideia inovadora e aliciante, mas ninguém olhava para nós com alma, ou seja, ninguém achava que este barco chamado “curso profissional” chegasse a bom porto.
A UMAR partiu para o desafio. Cada mulher que frequentou o curso, que o concluiu, que hoje se encontra no mundo do trabalho, é uma vitória.
Desde há muito que estas mulheres são mulheres trabalhadoras. Não têm emprego, não têm ordenado, não têm horário laboral e nunca lhes são reconhecidas as horas extraordinárias, no entanto, conhecem toda a actividade marítima, todas as espécies e instrumentos de pesca, preparam a isca, cosem redes, fazem gamelas, organizam toda a contabilidade administrativa dos maridos ou companheiros, vão ao porto, estão na lota, tudo isto não em visita de estudo, mas em parceria com a companha. No entanto, onde está o quinhão deste trabalho que não se vê? Mas que se sente quando não aparece feito. Não será isto um emprego e um trabalho?
O curso veio fazê-las repensar o seu papel na pesca e, para nós Associação e organizações locais ter um novo olhar sobre o sector.
Aqui perto de nós temos o testemunho vivo desta inovação na realidade regional. É premente olhar para estas mulheres como um caso de sucesso, que os bons exemplos são as melhores universidades para a vida. Mais informações sobre o projecto em http://www.mulher-na-pesca.blogspot.com/

Pequenos grandes passos ou etapas da história do projecto
As Mulheres na Pesca nos Açores
Tornando visível a invisibilidade das mulheres
No sector piscatório

2005

Os antecedentes de um projecto. “Experiência Formativa de Valorização das
Mulheres na Pesca”.


As Mulheres na Pesca nos Açores: um projecto de estudo, lançado por UMAR Açores com apoio da DRP e das mulheres da pesca.

2006

Inicia-se o Projecto As Mulheres na Pesca nos Açores. Desenvolvendo três vertentes:
Um Estudo sobre a realidade das Mulheres na Pesca nos Açores.
Uma Rede de Mulheres da Pesca nos Açores.
Apoio a iniciativas empresariais, inclusivas de mulheres na pesca

2007

Prossegue o Projecto.
Emerge associativismo feminino na pesca – AMPA, Associação de Mulheres
de Pescadores e Armadores da Terceira

2008

Conclui-se o projecto As Mulheres na Pesca nos Açores: Projecto de Investigação e
Acção Participada

A Rede transforma-se em Associação: Ilhas em Rede (IR) Associação de
Mulheres na Pesca nos Açores
.

– O Projecto As Mulheres na Pesca nos Açores projecta-se em livro-acção:
“Estamos cá. Existimos. As mulheres na
Pesca nos Açores Nós”.
A invisibilidade transforma-se em visibilidade.
O livro “Estamos cá. Existimos” está disponível aqui.

2009

Candidatura a novo projecto de continuidade, aprovado e a ser iniciado em 2010. Para mais informação sobre o projecto Caminhos na Terra e no Mar, clique aqui.

Para maior informação, temos também disponível para download:

O Pré-projecto

O relatório síntese

O artigo apresentado no Congresso Feminista que decorreu na Gulbenkian em Junho de 2008.



MAIO 2017
D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

GALERIA DE FOTOS

UMAR


Mulheres na Pesca