História

Durante muito tempo, foi retirada à mulher a visibilidade do seu trabalho no sector piscatório, o mar era exclusivo dos homens, ela era considerada, apenas como esposa, mãe ou irmã, de pescadores. Esta invisibilidade, origina a discriminação, afecta e prejudica a mulher que no fundo trabalha tanto, quanto os homens.
Apesar de ser pouco valorizada, a mulher sempre teve um papel fundamental na pesca, o seu trabalho vai desde a preparação dos aparelhos de pesca, venda do peixe, gestão contabilística das embarcações e a pesca propriamente dita, para além de lhe caber o papel social específico dos cuidados da casa e da família. *

Aos poucos, as mulheres estão a impor-se e a vencer algumas barreiras, nos últimos anos a realidade e consciência social sobre a igualdade entre mulheres e homens tem evoluído, acompanhando um crescente protagonismo das mulheres, particularmente no campo sócio profissional. O surgimento de projectos com perspectiva de género e uma atitude mais próxima desta perspectiva nas políticas públicas tem constituído um incentivo para este avanço. No sector das pescas nos Açores, são exemplo desta realidade as actividades desenvolvidas pela UMAR-Açores em parcerias e projectos como As Mulheres na Pesca nos Açores e o empenho institucional demonstrado pela DRP, nomeadamente apoiando financeiramente estes projectos. Todo este esforço tem sido importante na promoção da equidade de género e desenvolvimento no sector na região.

Em 2009 surge um novo projecto - Caminhos em Terra e no Mar: As mulheres na Pesca nos Açores, para dar seguimento a esta acção, aprofundando a igualdade e a valorização das mulheres e do sector piscatório.



MAIO 2017
D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

GALERIA DE FOTOS

UMAR


Mulheres na Pesca